Agora é a HORA de Fazer Acontecer…

Façam a sua parte! 

Covid-19

Não vim entrar no mérito sobre sair de casa, ou sobre o quão isso é perigoso ou não. Já tem muita gente falando disso sobre isso.

Viim falar e sobre o que mais preocupa, é o impacto econômico que isso gerará no mundo daqui uns meses. 

Precisamos amenizar essa “ressaca”.

Como? 

TRABALHANDO, mas trabalhando MUITO!

Agora o momento é de trabalhar 2x mais, 3x mais, quantas vezes for necessário. 

Esquece essa mentalidade de: “não vou enriquecer meu chefe”.

A mentalidade precisa ser: o Brasil precisa FATURAR e continuar. 

Se pararmos agora, FERROU! Daí sim…Se pergunte se daqui uns meses você ainda terá seu emprego, e aí não vai nem ter chefe para “enriquecer”.

Vamos ter que prestar o MELHOR atendimento do mundo para os nossos clientes.

Vamos ter que aguentar e ser resilientes com todos os colegas e funcionários da empresa, o máximo que der! 

Vamos ter que entregar e cumprir prazos o máximo que der e se possível entregar ANTES! A meta vai ter que dobrar nesse final e início do próximo trimestre! 

Vamos ter que ser os mais claros possíveis na nossa COMUNICAÇÃO para gerar menos ruído possível. 

Vamos ter que acordar mais cedo, organizar o dia inteiro pela manhã bem cedo, e trabalhar o máximo que aguentarmos. 

Ficaremos cansados? Sim.

Ficaremos estressados? Um pouco mais, talvez sim. 

Mas isso não é pelo o seu chefe, seu parceiro de trabalho… é sobre NÓS e nossa Família! 

Não sei vocês, mas eu sou praticamente arrimo de família, então eu PRECISO me dedicar ao máximo. 

Não deixem de atender o telefone, não deixem de responder e-mails, não desmarquem as reuniões de call, não deixem de responder as pessoas. Isso pode parecer para o outro que todo mundo está devagar quase parando, e com isso, gerar um efeito coletivo de “ninguém está querendo fazer dinheiro”.

Fujam desse mood! Pelo o amor de Deus!

Não esperem o governo para tomar atitudes, não esperem os seus gestores e diretores ou CEO tomarem todas as decisões. Persistam, tenham INICIATIVA. 

Não é mais sobre ter uma carreira de sucesso, agora é sobre GARANTIR o pão na mesa de vocês amanhã! 

Minha profissão me permite trabalhar home office, e eu vou com todas as forças trabalhar o máximo que der, muito mais do que imaginei. Foco total! 

Para quem não pode trabalhar home office, o texto vale da mesma forma! Trabalhem. Se estão com saúde, trabalhem. 

Agora é por dois motivos:

Coletivo e INDIVIDUAL.

Bora! Sem mimimi.

Por Carolina Moreno

Diretora de novos negócios na Original.io e Presidente do comitê Mulheres no E-commerce, que empodera mais de 8 mil executivas de mercado, no Brasil e Europa.

Finalista do prêmio Abradi de 2019 na categoria negócio, premiada pelo o E-commerce Brasil 2019 na categoria MVP, premiada por dois anos consecutivos como uma das principais executivas em negócios no ecossistema de e-commerce, concorrendo com mais de 250 profissionais. São 7 anos de mercado focado em negócios. Formada em administração.

+55 11 98419-1909

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/carolinamorenocomercial/

1 comment

  1. Caroline Maxima

    É exatamente isso.
    Não dá para ficar de mimimi
    Não dá para ser egoísta
    Não dá para ficar parado
    Não dá para ignorar os fatos

    A mudança de rotina é inevitável e quanto antes aderimos, mais rápido superarmos a crise.
    Desde o distanciamento social à continuidade de nossas atividades – com energia igual ou maior que antes, exatamente como “desenhado” neste artigo excelente.

    Conscientização não é alienação.

    Vamos nos cuidar sabendo que não podemos parar.
    Vamos entender que ficar em casa por alguns dias não é castigo, nem um convite a parar de produzir.

    Estamos em guerra contra um vírus que pode arrasar nosso sistema de saúde e paralisar o país da noite para o dia se nao formos inteligentes, coerentes e empaticos.

    Para quem tiver dificuldade em aceitar ficar alguns dias em casa, um bom exercício é lembrar o tipo de sacrifício que outros tipos de guerra exigiram das pessoas que viveram aquela época …. certamente o nosso sacrifício – de alterar a rotina, tocar a vida ali do conforto de casa, evitando contato social e tudo o mais, vai parecer bem menos “insuportavel”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *