Hydroponics system, planting vegetables and herbs without using soil for health, Modern food and agricultural design concepts.

Agronegócio nas Vendas Online: Números Promissores e Oportunidades em Alta

Sob o contexto do cenário pandêmico que vivemos, houve um aumento nas buscas por empresas de Delivery de alimentos com destaque para empresas de Hortifruti, afinal a alimentação saudável se transformou em um grande objetivo. E com esse apelo uma crescente onda de novos e pequenos negócios denominados “feira em casa” surgiram, assim como a inserção de frutas, verduras e legumes foram acrescentados nos catálogos de quem já atuava, mas como novidade.

O mercado de FLV (Frutas/ Verduras / Legumes) já vinha passando por constantes mudanças, desde que a tecnologia incorporou uma série de ferramentas que encurta as distâncias entre o produtor e o consumidor final, como: agilidade na troca de informação, maior variedade de produtos, atualização de preços e estoque on-line, o alcance de novos públicos, integração de MarketPlace, redução no tempo de deslocamento à grandes centros de compra entre outras facilidades. Tudo para que se permita produtos cada vez mais frescos e de qualidade na mesa dos brasileiros.

Considerando o mercado alimentício, o setor de frutas e hortaliças, cresceu 20% durante a pandemia, segundo pesquisa realizada pelo Globo Rural, tudo isso motivado pela crescente busca de alimentos mais saudáveis. Um setor que até então tinha uma grande fatia de vendas B2B (Business to Business) vem migrando para o atendimento B2C (Business to Customer). E este crescimento foi acelerado pelo foco nas entregas rápidas, em até duas horas, variedade e produtos frescos.

Os números são generosos, 94% no aumento dos gastos dos consumidores com deliveries de alimento, somado ao aumento de 20% no ticket médio comparados ao ano anterior, segundo estudo feito pela Mobilis (Aplicativo de Organização Financeira Pessoal). O aquecimento do mercado é certo e gerou diversas oportunidades, tanto de negócios como de empregos.

Então para você que se interessa neste mercado, listei alguns pontos que podem ser úteis e diferenciais certeiros ao se introduzir no mercado:

  • Direto do produtor – É o tipo de fornecedor que você deve ter. Existem muitos intermediários nessa cadeia que além de aumentar o custo (UN/KG), prejudica diretamente a qualidade do produto e não garantem a procedência, que é fundamental;
  • Melhor Armazenamento – tenha em mente que seu produto é de alta perecibilidade, logo, atenção aos diversos tipos de armazenamento que você gerenciará é crucial. Muitos produtos precisam de temperatura ambiente de 20º a 22º graus para manter suas características, outros produtos requerem maior atenção e são refrigerados a temperaturas de 5º. E finalmente, opte por armazenamento em caixas e pallets de plásticos, que são mais sanitariamente eficientes.
  • Controle de Estoque – Com base nas diferentes temperaturas para armazenamento, sugiro um bom controle de estoque, uma sistemática que garante um controle FIFO (em português primeiro que entra/ primeiro que sai), conheça boas práticas de manuseio destes produtos. Outro ponto é faça networking entre produtos e varejistas buscando conhecimento. Neste setor é um grande diferencial, fique atento ao calendário das safras, mudanças climáticas e a mercado de exportação. Este conjunto de fatores podem interferir nos preços e na qualidade dos produtos ofertados.
  • Melhor Oferta – Ter um portfólio de produtos misto e de variados padrões (tamanho, cor, diferentes regiões de plantio entre outros) ajudará a passar pelas oscilações de oferta.

Acredito que estes sejam os pontos principais no mercado, levando em conta a base de todas as operações normais de vendas na internet, que também devem ser seguidas. Além dessas existem sim outros pontos que precisam ser considerados. Mas a minha dica é se informe, estude, faça networking, visite operações já existente, conheça os produtores rurais, mergulhe de cabeça.

Afinal o agronegócio é um dos poucos setores que mantém o crescimento e tem muito espaço para modernização e novos modelos de negócio no Brasil. Não é à toa que alguns falam que agro é tudo, agro é pop.

Por Vanessa Reis

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/vanessa-reis-509197147/

WhatsApp: +55 11 98335-5164

Especialista em Logística para E-Commerce com mais de 12 anos de experiência, apaixonada por tendências tecnológicas, operações e gestão de pessoas

Graduada em Administração e em Logística, certificada com Green Belt / Scrum Master.Atualmente, gerente de operações na Latam Frubana e embaixadora do Mulheres no E-commerce, me engajo em projetos do empoderamento feminino, acredito que nós mulheres temos um lugar em todos os lugares! Quero somar minhas experiências, lições que aprendi e dividir com o máximo de pessoas que puder alcançar, é dividindo que se multiplica.

Tags: No tags
7

3 Responses

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *