Happy businesswoman talking on the phone

4 cursos de empreendedorismo e e-commerce para mulheres no Brasil

O empreendedorismo feminino tem se tornado assunto no mundo inteiro por conta do seu forte crescimento nos últimos anos. Ele é responsável por transformações no mercado de trabalho, dando oportunidade para novas ideias e fortalecendo a luta das mulheres em busca de equidade. 

Sabendo disso, porque não incentivar e auxiliar as mulheres a iniciarem ou aprimorarem suas carreiras? E porque não se aventurar no e-commerce sendo que ele está em constante crescimento? 

Preparamos para vocês 4 dicas de cursos de empreendedorismo e e-commerce para encorajar a empreendedora que há em você.

1. Programa Quero Empreender

Este programa foi criado pela Rede Mulher Empreendedora (RME), que nasceu a partir de um blog, criado por Ana Fontes, para compartilhar dúvidas, medos, ideias e dificuldades de empreendedorismo.

Com o passar do tempo, o objetivo foi ampliado e criou-se a RME para capacitar mulheres em situação de vulnerabilidade. Esta, aliás, foi a primeira e maior rede de apoio a empreendedoras do Brasil e, ao longo dos 10 anos de existência, conectou mais de 500 mil negócios, apoiando-os em qualquer estágio de maturidade.

Dentre os eventos e programas oferecidos pela Rede, há o programa “Quero Empreender”, que faz um intensivo de 2 dias para quem quer iniciar um negócio.

Os temas apresentados giram em torno do empreendedorismo, e são propostos exercícios práticos para que os estudantes consigam estruturar o seu negócio e começar a tirá-lo do papel.

O curso está aberto para homens e mulheres, não só iniciando a carreira de negócios, mas que também tenham interesse em saber mais sobre o ambiente empreendedor brasileiro. 

2. Instituto Dona de Si

O Instituto Dona de Si foi idealizado por Suzana Pires, em 2017, quando ela foi chamada para uma coluna de uma grande revista e viu que os temas abordados eram voltados para relacionamento, moda e beleza. 

Nunca se falava sobre empreendedorismo.

Por acreditar no potencial feminino no ramo dos negócios, Suzana Pires criou uma coluna “Dona de Si” que logo se tornou referência em número de acessos.

Com toda esta capacidade, a ideia foi crescendo até se tornar uma instituição de ensino para alavancar talentos femininos em todos os setores da economia.

Desde a primeira coluna até hoje, já foram impactadas mais de 2 milhões de mulheres.

(dica de vídeo para colocar aqui: https://www.youtube.com/watch?v=TiVd2dhUtr8)

Um dos programas do instituto é feito através de parcerias, onde marcas podem comprar cadeiras dos cursos do instituto para doar para mulheres que não tem condição financeira para arcar com os custos.

Algumas das empresas que participaram desse programa esse ano foram Casas Bahia e Magis5.

Os cursos oferecidos pelo instituto abrangem diversas áreas como: formação em desenvolvimento pessoal, organização e planejamento, naturalidade no desempenho, assenhoramento e empoderamento, descoberta e análise, empatia, segmentação e hierarquização, além de inteligência emocional.

3. Projeto Olho no Olho

O Projeto Olho no Olho surgiu de um grupo mineiro, de Belo Horizonte, que se comprometeu com 2 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

O projeto ajuda negócios com pouca renda para investir em qualificação profissional, que estão dando os primeiros passos.

Até hoje, foram atendidos 46 negócios e 45 empreendedoras.

Dentre os pilares educacionais disponibilizados, estão:

  • Custos e precificação de produtos e serviços;
  • Planejamento;
  • Finanças;
  • Vendas;
  • Marketing;
  • Mídias Sociais;
  • Suporte socioemocional.

Apesar de idealizado em Minas Gerais, atende outros estados brasileiros, já tendo impactado empreendedores de 5 deles.

4. Wakanda Educação Empreendedora

A Wakanda surgiu para transformar conteúdos de empreendedorismo tradicional em linguagem coloquial, a fim de levar conteúdo, democraticamente, à população baiana periférica.

A ideia é fortalecer a diversidade no ramo de negócios e priorizar a acessibilidade ao conhecimento.

A empresa foi idealizada por Karine Oliveira, que hoje é CEO da Wakanda. 

Apesar de ter apenas 27 anos, a jovem foi responsável por desenvolver uma maneira singular de educar e se destacou pela inovação.

Segundo a mesmo, “dentro das comunidades periféricas, onde os maiores empregos são negados, a maior parte das pessoas já empreendem. O que acontece é que chamam isso de bico, de corre, e por isso não se identificam com o empreendedorismo como ele é colocado”.

Em 2020, foi aclamada mundialmente, sendo indicada ao Forbes Under 30,  matéria da revista Forbes que destaca os jovens promissores do ano em diferentes áreas de atuação, na categoria “Ciência e Educação”.

Dentre os cursos disponibilizados, existe o:

Deusas do Empreendedorismo

Um programa imersivo de 8 horas de duração, com foco em vendas, planejamento e gestão financeira. 

Este curso é apenas voltado para o público feminino e agrega 2 módulos extras para autocuidado, empoderamento e enfrentamento à violência.

A investidora Camila Farani concordou, durante o programa de tv Shark Tank, em investir não apenas na Wakanda, mas nas mulheres que se destacarem nesse programa.

Uma mulher é uma líder forte, analítica e empática. Graças à desigualdade, enfrenta muitas barreiras que não deveriam ser enfrentadas sozinha.

Trouxemos alternativas de profissionalização para transformar a vida das mulheres brasileiras.

Não apenas por acreditar que elas merecem, mas por acreditar que sem elas, o mercado é simplificado e empobrecido.

A diversidade é, sobretudo, essencial!

O artigo foi produzido por uma profissional da empresa Magis5. Você conhece esse negócio em ascensão que tem ajudado muitos empreendedores brasileiros?

Magis5 é um hub de integração de automação ideal para gerenciar e vender nos principais marketplaces do Brasil. 

Através da plataforma para e-commerce, é possível:

  • Automatizar a expedição e os demais processos de venda;
  • Criar e gerenciar os anúncios de produtos e kits em um único painel;
  • Reunir múltiplos CNPJs em um lugar só, para facilitar o controle dos anúncios;
  • Impressão conjunta de notas fiscais e etiquetas dos principais marketplaces com apenas um clique, através de uma Impressora Zebra.
  • Dentre outras (muitas) funcionalidades.

Além disso, o Magis5 é uma startup que se importa com a profissionalização dos brasileiros.

Em parcerias recentes, com o Instituto Dona de Si e Projeto Olho no Olho, conseguimos trazer conhecimento de forma democrática para mulheres, mães e pequenos empreendedores.

O Magis5 é uma empresa jovem, liderada por jovens que acreditam que a empatia e inclusão social são pilares de uma grande organização.

Estão preparados para crescer em 2021?

Aproveite e conheça mais a empresa e as funcionalidades da plataforma Magis5. Com o investimento certo, é possível desvendar o e-commerce!

Mariana Novaes
Formada em Sistemas de Informação, Mari é a líder de suporte do Magis5. Completamente apaixonada por gastronomia, já se aventurou em ballet, jazz, basquete e agora caiu de paraquedas no e-commerce, onde encontrou seu lugar.

Tags: No tags
2

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *